Apenas posso dizer como me sinto encantada com o novo...

quarta-feira, julho 16, 2014 Nenhum comentário

"A vida é muito mais simples quando a gente encara todos os nossos medos, problemas, angústias e seja o que mais aparecer, de forma simples e coerente.


Todos os dias escrevo páginas e páginas de um livro que nunca saiu do meu pensamento. É tão simples escrever sem colocar nada no papel. Não sei se faz a história ser apenas compreendida por mim, ou se, faz com que a história seja como eu desejo, sem ter que me seguir um padrão de romance, amor, de brigas e pensamentos ruins (daqueles que a gente só consegue escrever no "Querido Diário"). 

É como se algo me bloqueasse a escrever por saber que as pessoas vão ler e saberão que estou falando dos sentimentos delas. E se elas não gostarem da minha interpretação sobre suas vidas?

As vidas que me rodeiam são tão confusas quanto a minha própria. Sinto que sou cobrada o tempo todo em relação a quase tudo e escolhas que vivo. 

Amigos, família, vida profissional e só tem uma coisa que não sai da minha cabeça: VIAJAR SONHAR!

Eu já planejei diversos roteiros, para longe, perto, mais longe ainda, para poucos dias aproveitando as férias e também aqueles de meses e meses, para mudar mesmo o rumo do meu destino. Mas, não saem de planos. Não passam de sonhos. Algo me prende. São diversos algos. Pessoas. Meu mundo particular. Não ver todos os dias um sorriso em especial. Dizer um "Adeus" de verdade para quem já não volta mais. Ter a esperança de ainda te encontrar em uma multidão. Tantas são as coisas que me prendem das mesma forma que existem outras que por tantas vezes me desviam para outros acasos. 

Explorar o mundo com os olhos de quem já os conhece dos filmes. Conhecer os milhares de lugares da sua lista dos sonhos. Conhecer pessoas que você jamais imaginou que conheceria por esse mundo e bares a fora. Eu só não tenho mais listas do que a quantidade absurda de filmes que eu preciso assistir antes de morrer. Se eu fizer mais alguma lista, certeza que não dou final nunca na minha listinha básica de 202 filmes. O problema é que eu assisto uns dez e coloco mais uns vinte na lista.  

O meu acaso/destino/inesperado me faz questionar todos os dias o que é certo e errado para mim.

Me perco no meu próprio jeito insano de sonhar.

Me encontro em imagens, músicas e vontades.

Só eu sou capaz de continuar minha trajetória, só eu sou capaz de limitar meus surtos.

Talvez somente seja possível alguém nos completar, quando de verdade faltar algo em nosso coração.

Ser/estar/viver sozinho, não faz de você uma pessoa sozinha se você consegue sorrir no fim do dia."
                                                                                                         


 
Desenvolvido por Michelly Melo.