Questiono-me se um amor vale uma vida toda?

segunda-feira, agosto 11, 2014
A todo o momento parece que temos que provar as pessoas nosso amor, nosso carinho e que realmente somos merecedores das boas coisas que nos acontecem.
Nós vivemos sei lá, mais ou menos uns setenta anos,  passamos anos e anos esperando por um amor que não sabemos se existe, mas fomos obrigados a acreditar que temos “uma” alma gêmea, uma metade da laranja, um amor para a vida toda.
Quem foi que teve essa ideia de um amor?
Quem foi que nos condenou a ser infelizes e a acreditar que não temos o direito de amar mais ninguém com a mesma intensidade?

Questiono-me se um amor vale uma vida toda?

Todo esse sentimento de posse, medo, angustia, e as vezes até mesmo um pouco de ódio, é apenas por você ou meu coração permitirá novamente sentir todo esse vazio que me completa por mais alguém?

Impossível, Deus não faria isso conosco. Uma vida. Setenta anos mais ou menos para viver. E um único amor. 

Eu já não posso te esperar mais. Não significa que eu te ame menos ou que eu tenha deixado de te amar. Apenas eu preciso que meu coração tenha motivos para bater. Eu preciso sentir de novo aquela sensação de frio na barriga. Preciso saber que alguém faz de mim importante. Preciso saber quem eu vou procurar no meio de uma multidão. Eu não posso mais me prender a você se você soltou minha mão.

Não posso mais dizer que está tudo bem ou que vou te esperar, simplesmente porque você já não me faz mais acreditar que vale realmente um verdadeiro motivo para te esperar daqui a dois, dez ou mesmo cem anos.

Eu consigo sorrir, eu aprendi a sorrir novamente, mesmo em dias nublados. Eu consigo passar o dia inteiro sem desmoronar, mas, nada disso significa que você não é meu ultimo pensamento no fim de mais um dia.

Talvez até possa sim existir um único amor em nossas vidas, mas você me leva a crer que eu nunca mais serei feliz se não for com você. E o que eu faço se você não pode estar comigo agora? Eu vivo. Simplesmente sobrevivo. Ou passo meus dias esperando você? E se você não voltar? E se você descobrir que não seu eu o seu amor? E se você voltar tarde demais e eu descobrir que você já não é mais o meu amor?


E se o tempo passar e realmente descobrirmos que sim, somos nós as almas sentenciadas a estarem para sempre juntas? E todo tempo que nós perdemos? Nós só temos uma vida para viver e ser feliz, mas e agora? Não passaremos nem metade das nossas vidas juntos, porque simplesmente você não consegue respirar fundo e ser feliz.



Sim, eu te amo. Mas até quando o amor sobrevive na escuridão?




E ai, o que acharam do texto?

Quem nunca sofreu por amor que atire a primeira pedra, ou então, começa a dar umas aulas para todos nós, pobre mortais que vivem amando.

Espero que o texto toque algum ♥ por aí.

Deixem seus comentários.

Beijinhos e obrigada pela visita!!





                                                                                     

2 Comentários

 
Desenvolvido por Michelly Melo.